PROJETO OPORTUNIDADES ESPECIAIS, ASSISTA E CONHEÇA!

Sensibilização – Conscientização da equipe para entrada de novos funcionários com Deficiência.

Esta comprovado que as barreiras atitudinais influenciam na qualidade de vida do funcionário tanto quanto, e em alguns casos mais, do que barreiras arquitetônicas. Por isso, a sensibilização é indicada como mecanismo de informação, desmistificação e conscientização.

Existem alguns itens que precisam ser refletidos quando se planeja a sensibilização. São eles:

Momento da Sensibilização:
A sensibilização deve acontecer durante o processo de recrutamento e seleção, com uma distância mínima para a entrada dos novos funcionários com deficiência.

Horário da Sensibilização:
O tema "contratação de Pessoas com Deficiência" causa certa estranheza entre os líderes, especialmente quando o programa PcD é novo na empresa. Por isso, o convite para uma sensibilização pode não ser recebido de maneira positiva. Para minimizar os impactos negativos é preciso prestar atenção aos detalhes. Como por exemplo, o horário da sensibilização. Marque o horário que menos impactar para as lideranças. Seja ele, qual for. Se for uma equipe de mecânica, que só trabalha de madrugada, pode ser sugerido o horário de 23h até 00h. Parece estranho, mas tende a gerar resultados melhores, pois não irá modificar/atrapalhar a dinâmica de vida pessoal dos funcionários ou o desenvolvimento do trabalho.

Foco da Sensibilização
O objetivo é colaborar para a inclusão laboral. Porém, existem palestras de sensibilização que focam em criticas aos lideres pela dificuldade em compreenderem a relação: Trabalho X Acessibilidade X Pessoa com Deficiência.
Se isto ocorrer, aos invés de sensibilizar e estruturar uma relação de parceria, corre-se o risco de desenvolver medos e mais mitos.
É importante que se foque no potencial da pessoa com deficiência e desmistifique questões relacionadas ao tema. Além disso, é preciso assumir que, em alguns casos, algumas dificuldades podem ocorrer e apresentar propostas que colaboram para a solução de possíveis problemas. Desta forma, as pessoas irão perceber que podem confiar naquele profissional que está palestrando e ficarão mais confiantes para expor determinados tipos de opiniões.

Dinâmica
Ao planejar a sensibilização é preciso traçar um perfil do grupo que fará parte desta. A partir disto, desenvolver um roteiro dinâmico e que use a linguagem laboral daqueles profissionais. O ideal é sempre ofertar um espaço para as que pessoas falem e, se possível, desenvolver dinâmicas que colaborem para aproximação entre o tema e os presentes.

Tecnologias Assistivas
A formas como as tecnologias assistivas podem ser utilizadas colaboram para que os líderes acreditem nas possibilidades de inclusão e compreendam sobre os avanços recentes relacionados a PcD. Use exemplos de sucesso que falem sobre o uso das Tecnologias Assistivas no ambiente de trabalho.

5.Entreviste a Pessoa e fale diretamente com ela
O fato de ser importante se comunicar com a família, não significa substituí-la pelo candidato. Pois, ele será o seu profissional, por isso, é preciso conhecê-lo.

6.Busque informações sobre autonomia de Higiene.
Pergunte sobre autonomia para o uso do banheiro e horários de medicação. Infelizmente, é comum que as escolas auxiliem nas tarefas relacionadas a higiene sem, algumas vezes, incentivar a autonomia.

compartilhe no facebook