PROJETO OPORTUNIDADES ESPECIAIS, ASSISTA E CONHEÇA!

Dicas para entrevistar uma Pessoa com Deficiência

A entrevista é uma etapa, comumente, decisiva para a contratação de um funcionário. Isso pode ser ampliado quando falamos de candidatos com deficiência. O desconhecimento pode influenciar para que o momento seja produtivo ou não. Vejamos algumas dicas que podem ajudar ao entrevistador:

1 - Não parta do principio que a Pessoa com Deficiência conhece tudo sobre a sua própria deficiência:

Infelizmente, muitas pessoas não sabem informar sobre os tipos de suportes necessários para o desenvolvimento das atividades laborais. Mas, isso não significa que a pessoa não tenha potencial para a vaga. Por isso, conhecer sobre acessibilidade e tecnologias pode auxiliar mais do que podemos imaginar.

2- Avalie o tempo disponível para fazer a entrevista.

O tempo que costuma usar para entrevistar candidatos que não tem deficiência pode, em alguns casos, não ser o melhor parâmetro. Terminar a entrevista no meio ou cortar o candidato na sua fala, devido a falta de tempo, pode prejudicar o resultado final. Devido à própria deficiência, algumas pessoas demoram mais tempo para falar. Cortá-las ou completar a frase por elas, além de ser falta de educação, não irá deixar o candidato a vontade para mostrar o seu potencial.

A questão da fala não se aplica a todos. Mas, ao preparar-se para entrevistar um candidato com deficiência, lembre-se que existe um item a mais no seu check list: a deficiência.

3- Falar sobre a deficiência não é proibido

É comum o receio em falar sobre a deficiência, mas pode ser necessário. O melhor é fazer perguntas objetivas e entender de que forma aquela resposta influenciará na conquista da vaga. Por exemplo, para saber se a pessoa cadeirante sabe utilizar de maneira autônoma o banheiro. Você pode perguntar: E quanto ao uso do banheiro, você precisa de alguma ajuda? Isto, claro, se a própria pessoa já não tiver ofertado informações anteriores sobre o tema.

4- Não fale apenas sobre a deficiência

Se ignorar a deficiência não é um bom caminho, focar apenas nisto também não gera bons frutos. Você precisa conhecer o candidato, além da deficiência, e saber se aquela pessoa está de acordo com o que você espera do profissional.

5- Prepare-se para entrevista

Busque informações sobre as especificidades do seu candidato. Exemplo:

- Se o candidato for surdo, envie um email ou um sms questionando se ele sabe Libras. Não adianta chamar o interprete, se a própria pessoa com deficiência não faz uso da Linguagem de Sinais;

- Se o candidato for baixa visão, pergunte, caso venha a utilizar algum material impresso, qual é a fonte que ele usa em impressões. Se a pessoa não souber informar, use 28 - Arial;br />
- Se o candidato for cadeirante, verifique se há banheiro acessível na unidade/filial, onde será o processo seletivo. A acessibilidade também deve ser verificada.

Outras dicas importantes:

- Se cometer alguma "gafe", peça desculpas.

- Se for preciso ajudar e não souber de que forma proceder, diga: Como eu posso lhe ajudar?

- Se não entender o que a pessoa falou, não finja. Diga que não entendeu e peça para pessoa repetir. Se ainda sim, o processo de comunicação não ocorrer, busque outro caminho. Como por exemplo: Digitar ou escrever.

A dica que eu deixo é, estude, faça cursos, valorize-se, às vezes você não terá sucesso em tudo e quando isso ocorrer, reflita o que deu errado, guarde na memória e siga adiante. Defina um norte e seja feliz.

Boa sorte!

compartilhe no facebook